Notícias

Instituto Aço Cearense contribui com o desenvolvimento de ONGs parceiras

21 Jun
Instituto Aço Cearense contribui com o desenvolvimento de ONGs parceiras

Com a crise econômica atual, as ONGs estão reduzindo os atendimentos e benefícios às pessoas que dependem unicamente dessas instituições. Como forma de contribuir com a captação de recursos e manter as atividades realizadas para as comunidades, o Instituto Aço Cearense promoveu uma Oficina de Elaboração de Projetos Sociais para ONGs, no auditório da Aço Cearense Comercial.

A iniciativa teve o apoio da Dialogus Consultoria e tem por objetivo capacitar as ONG’s atendidas pelo Instituto Aço Cearense para construir projetos sociais de forma ordenada e mais profissional. Apesar de entidades sociais não possuírem fins lucrativos e econômicos, construir e manter estrutura que forneça serviços sociais de qualidade demanda muito profissionalismo e investimento. “A oficina foi uma preparação para buscar recursos financeiros e assim manter e realizar projetos. Mais do que colaborar com apoio financeiro, queremos que essas instituições se desenvolvam. Não basta apenas querer fazer, é preciso saber fazer para crescer”, disse Rosemeire Matos, Presidente do Instituto Aço Cearense.

Essas entidades atendem gratuitamente um público carente de recursos, e a forma mais utilizada para conseguir os recursos necessários é a realização de projetos sociais para se conseguir apoio financeiro e doações. “Os projetos bem elaborados têm mais condições de obter um melhor resultado e garantir o alcance dos objetivos das instituições”, comentou a instrutora da oficina, Manoela Silva, da Diálogos Consultoria, que já atendeu empresas como a Associação Hapvida, Cagece, Incor Criança, Mercadinhos São Luís, além do Instituto Aço Cearense e outros.

Participaram da capacitação instituições que recebem atualmente o apoio financeiro mensal do Instituto Aço Cearense que são: a Escola de Campeões, Creche Amadeu Barros Leal, J.A. Ceará, ABENJ, Cepevive, Associação São Vicente de Paulo, Lar de Clara e Pequeno Cotolengo, totalizando 18 representantes. “Achei a iniciativa excelente e acho que deveria acontecer mais vezes. nclusive saiu um edital do Estado e esse curso já vai ajudar na preparação do projeto”, disse Enoe Araripe Autran, vice-presidente da Creche Amadeu Barros Leal. A entrega dos certificados aos participantes do curso ocorrerá no final do mês Junho após a finalização de cada projeto elaborado e entregue ao IAC.